Pesquisar este blog

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Review do Canister Jebo 839

Mais um canister no Aquatech! Dessa vez um dos populares canisters da Jebo, marca que se tornou famosa por sua linha barata de filtros canisters competindo principalmente com a Resun, Boyu e Atman e se tornando uma opção frente as marcas Hagen, Eheim, Sera e outras cujos produtos alcançam altos preços no mercado brasileiro.

O modelo 839 é o atual top de linha dos canisters Jebo e apesar de ter as mesmas características técnicas do modelo 838, inclusive a vazão, este apresenta uma cesta a mais e consequentemente um maior volume para acomodação de mídia, em especial a de função biológica.  


Vista do conjunto impressa na caixa.



Características tecnicas:
Voltagem: 220V 60 Hz (adequado à frequência de operação no Brasil).
Potência consumida: 35W
Vazão: 1500 Litros por hora
Sinceramente, apesar da alta vazão não se justifica um consumo de 35W, um Fluval equivalente consome 22W. Os fabricantes deveriam priorizar o baixo consumo investindo num material de melhor qualidade na bomba.



 Visão superficial do kit que acompanha o filtro com os tubos de tomada de água e retorno com externsor para aquários altos. Os filtros da Jebo vêm acompanhados de uma pequena bandeija para reter ligeiros vazamentos decorrentes por erros de montagem do filtro.


O kit de mídias é composto por esponjas de malha aberta, blocos de perlon, um saco de carvão ativado e mídia biológica (em quantidades simbólicas) de diferentes tamanhos. A maior surpresa foi a presença de um detalhado manual de instalação impresso em Inglês e com ilustrações monocoloridas, inclusive com um diagrama de partes (descritivo das peças que formam o filtro).


 O fluxo de água é de cima para baixo retornando à bomba por um tubo formado pela sobreposição das cestas.
Disposição das mídias:
1º  Esponja + perlon
2º Rings cerâmicos grandes + perlon
3º Rings cerâmicos médios + perlon
4º Rings cerâmicos pequenos + perlon
5º Carvão ativado + perlon


Conjunto de tubos, ventosas e aquastops, estes últimos se ligam a duas conexões rosqueáveis. detalhe: se por algum infortúnio as conexões dos aquastops forem quebradas será necessário trocar a bomba toda.
A montagem deste filtro é  simples e o encaixe da bomba com a carcaça do filtro é bem fácil de fazer. O mesmo ainda acompanha um tubinho de cola de silicone e um par de O-rings de reserva. O grande botão prateado que aparece na bomba é na verdade um bombeador de ar ou água, basta apertar que o ar sai do filtro e o espaço é preenchido com água.



É um bom filtro! Mas precisa melhorar o projeto.
O funcionamento deste filtro se mostrou silencioso, mas isso depende da qualidade da montagem, pois algumas pessoas enchem demais o filtro com mídia biológica e este acaba por não fechar direito e a causar vazamentos.
Segue um pequeno vídeo mostrando como montar e inicializar o filtro:
 Montagem de Jebo pela turma da Aquarius Hobby.

5 comentários:

Eduardo Pereira disse...

Caro Colega,

Tenho um filtro jebo 501, funciona bem, porem quando falta luz ele não volta a funcionar ate que eu coloque agua no reservatorio. Este tipo de problema tem solução, caso não, poderia indicar um outro
Grato,

Anônimo disse...

Geralmente basta manter o nível da água do aquário alto, próximo a borda. Isso evita que o filtro se esvazie e tenha dificuldade de retomar o trabalho. Os filtros da Tetra costumam funcionar bem mesmo com níveis baixos de água, outro filtro equivalente ao seu é o Atman HF-100, que também retorna a funcionar bem em caso de falta de luz.

vampiro disse...

Excelente trabalho Aquaman!

Gostaria da sua opinião a respeito das midias biologicas Substratpro da Eheim e Siporax da Sera. Tenho um filtro Eheim 2080, mas meu aquario é de tartaruga. estou em duvida sobre qual utilizar. a vida util dos dos materiais é a mesma? e o desempenho?
Sei que essa não é a tematica do seu trabalho aqui, mas se puder ajudar.
Abraços

AquaMan disse...

Grato pelo comentário! Tenho experiência com os dois produtos e conclui que o Siporax é mais eficiente e durável. O substrat-pro se desgasta e não apresenta uma estrutura tão explicitamente porosa quanto a do Siporax. Eu recomendo Siporax como primeira opção. Abraço!
Uma dica: Para melhorar a eficiência biológica do filtro é interessante manter a aeração da água bem forte com o uso de uma bomba submersa ou de um compressor de ar. Com mais oxigênio as bactérias trabalharão mais intensamente na decomposição da matéria orgânica. Abraço!

Anônimo disse...

gostaria de saber onde encontro as travas laterais pois quebram e nao encontro para substituir